Make your own free website on Tripod.com
 

COMO NASCE UM PARADIGMA


Um grupo de cientistas colocou cinco macacos numa jaula, em cujo centro puseram uma escada e, sobre ela, um cacho de bananas.
Quando um macaco subia a escada para apanhar as bananas, os cientistas lançavam um jato de água fria nos que estavam no chão.
Depois de certo tempo, quando um macaco ia subir a escada, os outros enchiam-no de pancadas.
Passado mais algum tempo, nenhum macaco subia mais a escada, apesar da tentação das bananas.

Então, os cientistas substituíram um dos cinco macacos. A primeira coisa que ele fez foi subir a escada, dela sendo rapidamente retirado pelos outros, que o surraram.
Depois de algumas surras, o novo integrante do grupo não mais subia a escada.
Um segundo foi substituído, e o mesmo ocorreu, tendo o primeiro substituto participado, com entusiasmo, da surra ao novato.
Um terceiro foi trocado, e repetiu-se o fato. Um quarto e, finalmente, o último dos veteranos foi substituído.
Os cientistas ficaram, então, com um grupo de cinco macacos que, mesmo nunca tendo tomado um banho frio, continuavam batendo naquele que tentasse chegar às bananas.

Se fosse possível perguntar a algum deles porque batiam em quem tentasse subir a escada, com certeza a resposta seria: "Não sei, as coisas sempre foram assim por aqui..."
 

"É MAIS FÁCIL DESINTEGRAR UM ÁTOMO DO QUE UM PRECONCEITO".
Albert Einstein

 

 

Aprenda a ofender com a fleuma aristocrática

Deglutir o batráquio"
(Engolir o sapo)

"Colocar o prolongamento caudal no meio dos membros inferiores"
(Meter o rabo entre as pernas)

"Sequer considerar a possibilidade da fêmea bovina expirar fortes contrações  laringo-bucais"
(Nem que a vaca tussa)

"Retirar o filhote de eqüino da perturbação pluviométrica"
(Tirar o cavalinho da chuva)

"Sugiro veementemente a Vossa Excelencia que procure receber contribuições  inusitadas na cavidade retal"
(Vá levar no ... )

E ainda, segundo palavras do Eça: "Você é um espectro de obtusidade córnea"
 (Você é burro como o..)

 

 

Negócios de vacas

CAPITALISMO TRADICIONAL
Tens duas vacas.
Vendes uma vaca e compras um boi.
A manada multiplica-se e a economia cresce.
Vendes a manada, reformas-te e vives dos rendimentos.

NUMA EMPRESA  AMERICANA...
Tens duas  vacas.
Vendes uma e forças a outra a produzir o  leite de quatro vacas.
Surpreendes-te quando ela  cai morta.

NUMA  EMPRESA JAPONESA...
Tens duas vacas.
Voltas a concebê-las de forma a  que passem a ter um décimo do tamanho original e a  produzir 20 vezes mais leite e fazes o seu  lançamento no mundo inteiro.

NUMA EMPRESA ALEMÃ...
Tens duas vacas.
Voltas a desenhá-las  de forma a que vivam 100 anos, comam uma vez por mês e façam a extracção do leite sem recurso a terceiros.

NUMA EMPRESA  BRITÂNICA...
Tens duas  vacas. As duas estão loucas.

NUMA EMPRESA ITALIANA...
Tens duas vacas, mas não sabes onde elas estão.
Fazes uma pausa para o almoço.

NUMA EMPRESA RUSSA...
Tens duas vacas. Ao contá-las aprendes  que tens cinco vacas. Quando as contas novamente  percebes que tens 42. Na terceira contagem, aprendes que afinal, só tens 12 vacas. Paras de contar e abres outra garrafa de vodka.

NUMA EMPRESA SUIÇA...
Tens 5000 vacas, das quais nenhuma é tua.
Cobras o alojamento das vacas.

NUMA EMPRESA HINDU...
Tens duas vacas. Venera-las todos os  dias.

NUMA EMPRESA  CHINESA...
Tens duas  vacas. Tens 300 pessoas a mugi-las, pelo que alegas taxa de desemprego 0, alta produtividade de bovinos e prendes o jornalista  que revela os números.

NUMA EMPRESA PORTUGUESA
Há 2 vacas. A manada não se multiplica  porque o Estado nunca mais fornece o boi. O maioral decidiu não pagar os impostos. As vacas  fazem greve porque afinal elas é que dão o litro...  e dizem que com mais duas vacas ao serviço só  precisavam ser mungidas dia sim dia não. A produção  vai pelas ruas da amargura; o distribuidor esfrega as mãos de contente, importa leite espanhol e até o vende mais barato.  A empresa só não vai à falência porque iniciou um  engenhoso negócio de facturas falsas...

 

World Ideologies Explained by Reference to Cows
 

FEUDALISM: You have two cows. Your lord takes some of the milk.

PURE SOCIALISM: You have two cows. The government takes them and puts them in a barn with everyone else's cows. You have to take care of all the cows. The government gives you a glass of milk.

BUREAUCRATIC SOCIALISM: Your cows are cared for by former chicken farmers. You have to take care of the chickens the government took from the chicken farmers. The government gives you as much milk and eggs the rules say you should need.

FASCISM: You have two cows. The government takes both, hires you to take care of them, and sells you the milk.

PURE COMMUNISM: You share two cows with your neighbors. You and your neighbors bicker about who has the most "ability" and who has the most "need." Meanwhile, no one works, no one gets any milk, and the cows drop dead of starvation.

RUSSIAN COMMUNISM: You have two cows. You take care of them but the government takes all the milk. You steal back as much milk as you can and sell it on the black market.

PERESTROIKA: You have two cows. You have to take care of them, but the Mafia takes all the milk. You steal back as much milk as you can and sell it on the "free" market.

CAMBODIAN COMMUNISM: You have two cows. The government takes both and shoots you.

DICTATORSHIP: You have two cows. The government takes both and drafts you.

PURE DEMOCRACY: You have two cows. Your neighbor decides who gets the
milk.

REPRESENTATIVE DEMOCRACY: You have two cows. Your neighbors pick someone to tell you who gets the milk.

BUREAUCRACY: You have two cows. At first the government regulates what you can feed them and when you can milk them. Then it pays you not to milk them. Then it takes both, shoots one, milks the other and pours the milk down the drain. Then it requires you to fill out forms accounting for the missing cows.

CAPITALISM: You don't have any cows. The bank will not lend you money to buy cows because you don't have any cows to put up as collateral.

PURE ANARCHY: You have two cows. Either you sell the milk at a fair price, or your neighbors try to take the cows and kill you.

ANARCHO-CAPITALISM: You have two cows. You sell one and buy a bull.

SURREALISM: You have two giraffes. The government requires you to take harmonica lessons.

OLYMPICS-ISM: You have two cows, one American, one Chinese. With the help of trilling violins and state-of-the-art montage photography, John Tesh narrates the moving tale of how the American cow overcame the agony of growing up in a suburb with divorced parents, then mentions in passing that the Chinese cow was beaten every day by a tyrannical farmer and saw its parents butchered before its eyes. The American cow wins the competition, severely spraining an udder in a gritty performance, and gets a multi-million-dollar contract to endorse Wheaties. The Chinese cow is led out of the arena and shot by Chinese government officials though no one ever hears about it. McDonald's buys the meat and serves it hot and fast at its Beijing restaurant.

LIMBAUGHISM: You used to have two cows. They may be dead; you don't know, because you can't smell them through the stench rising off your unwashed, 1,500-pound bulk. It's been six years since you could fit into the shower. You blame the entire situation on an evil government conspiracy, and click the remote to another talk show.

X-FILES-ISM: Your two cows turn out to be the government. They milk YOU. You are saved by two generic bimbos, a female and a male with blow-dried hair, after (1) a car chase, involving UFOs, (2) a gunfight, and (3) a seance. The aliens get the advertising revenue after the Nielsens rise.